Acesso rápido

18 DE MAIO| Conselho Tutelar, CREAS e SCFV abordam sobre exploração sexual em escolas de Barras

18 DE MAIO| Conselho Tutelar, CREAS e SCFV abordam sobre exploração sexual em escolas de Barras

No terceiro dia da Semana de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, realizada em 18 de maio, a equipe do Conselho Tutelar, em parceria com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social

(CREAS) e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), conduziu uma série de palestras educativas nas escolas municipais da região. As escolas beneficiadas foram a Escola Municipal Presente da Inga, a Escola Municipal Sossego e a Escola Municipal Jardim.

Durante as palestras, os representantes do Conselho Tutelar abordaram temas cruciais relacionados ao abuso e exploração sexual de menores. Eles destacaram a importância de reconhecer os sinais de abuso, a necessidade de denunciar esses crimes e os canais disponíveis para buscar ajuda. Além disso, enfatizaram os direitos das crianças e adolescentes e a responsabilidade da comunidade em proteger os mais vulneráveis.

Os profissionais do CREAS contribuíram com informações detalhadas sobre os serviços de apoio e acompanhamento psicológico e social oferecidos às vítimas de abuso e suas famílias. Eles explicaram o papel do CREAS em garantir um atendimento especializado e humanizado, buscando a recuperação e o fortalecimento emocional das vítimas.

Por sua vez, a equipe do SCFV focou na importância do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários como forma de prevenção ao abuso e à exploração sexual. Eles promoveram atividades interativas que visavam estimular a construção de um ambiente seguro e acolhedor para as crianças e adolescentes, destacando a relevância do apoio mútuo e do respeito no cotidiano escolar e familiar.

Os estudantes e educadores das escolas Presente da Inga, Sossego e Jardim participaram ativamente das palestras, demonstrando grande interesse e engajamento com os temas discutidos. Ao final de cada palestra, houve espaço para perguntas e respostas, permitindo que dúvidas fossem esclarecidas e que todos se sentissem mais informados e preparados para agir em casos de suspeita de abuso ou exploração sexual.

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *